Confesso o meu pecado

Confesso o meu pecado

Confesso o meu pecado, a Deus e aos irmãos.
||: Contrito e humilhado, ao Céu levanto as mãos. :||

1. Abracei a lei do amor, suprema revelação,
E não amei o Senhor na miséria do irmão.

2. A minha vida passada é um abismo vazio;
Todo eu sou miséria e nada, feito de fome e de frio.

3. Vagueei pelo deserto, queixando-me de ir sozinho;
E o Senhor estava perto, a acenar-me o bom caminho.

4. Foi estéril o desejo de espalhar o bem e a paz,
Porque perdi o ensejo ou porque não fui capaz.

Música: Joaquim dos Santos
Letra: (não atribuído)

Artigo ainda sem áudio. Para colaborar, use o formulário do rodapé.
Artigo ainda sem vídeo. Para colaborar, use o formulário do rodapé.

Sugerido para: