Entrada

A Deus dêem graças os povosA. Espinosa
Dá-nos um coraçãoA. Espinosa
Dai graças ao Senhor porqueF. Santos
Deus vive na Sua morada santaF. Santos
Eis-me aqui JesusGen Verde
Jesus Cristo amou-nosM. Luís
Proclamai que Jesus CristoL. Deiss
Vós que fostes baptizadosF. Santos

Salmo Responsorial

Na presença dos anjos eu Vos louvareiM. Luís
No dia em que Vos invocarCarlos Silva
Quando Vos invocoM. Luís

Apresentação dos Dons

Cremos em Vós ó DeusL. Mason
Jesus Cristo amou-nosM. Luís
Pedi e recebereisAzevedo de Oliveira
Proclamai que Jesus CristoL. Deiss
Recebestes um EspíritoCarlos Silva
Vós que fostes baptizadosF. Santos

Comunhão

Bem-aventurados os que têm fomeM. Luís
Cantarei ao Senhor pelos bensA. Cartageno
Como Jesus nos revela / Pai nossoCarlos Silva
Deus nosso PaiCarlos Silva
Felizes os convidados (I) / O eterno Pai nos deu a glóriaA. Cartageno
Felizes os puros de coraçãoA. Cartageno
Jesus Cristo amou-nosM. Luís
O pão da vida a comunhãoJ. Weber
Pai nosso que estais no céu / Bendita bendita seja a divina EucaristiaM. Luís
Pedi e recebereisAzevedo de Oliveira
Recebestes um EspíritoCarlos Silva
Saboreai como é bom o pãoA. Cartageno
Saciastes o Vosso PovoF. Silva
Tudo o que pedirdes na oraçãoCarlos Silva
Vinde comer do meu pãoCarlos Silva
Vós que fostes baptizadosF. Santos

Pós-Comunhão

A Deus dêem graças os povosA. Espinosa
Bendizei o SenhorJ. Berthier
Cantarei ao Senhor pelos bensA. Cartageno
Cantemos glória ao nosso Deus / Glória ao SenhorJ. P. Martins
Cremos em Vós ó DeusL. Mason
Dá-nos um coraçãoA. Espinosa
Dai graças ao Senhor porqueF. Santos
Felizes os puros de coraçãoA. Cartageno
Jesus Cristo amou-nosM. Luís
Louvado seja o meu SenhorJoaquim dos Santos
Pai nosso que estais no céu / Bendita bendita seja a divina EucaristiaM. Luís
Pedi e recebereisAzevedo de Oliveira
Povos da terra louvaiM. Simões
Proclamai que Jesus CristoL. Deiss
Recebestes um EspíritoCarlos Silva
Saboreai como é bom o pãoA. Cartageno
Tudo o que pedirdes na oraçãoCarlos Silva

Final

A Deus dêem graças os povosA. Espinosa
Cantemos glória ao nosso Deus / Glória ao SenhorJ. P. Martins
Dá-nos um coraçãoA. Espinosa
Dai graças ao Senhor porqueF. Santos
Louvado seja o meu SenhorJoaquim dos Santos
Povos da terra louvaiM. Simões
Se me acompanharesC. Gabarain
Senhor Tu amas o mundoJ. P. Martins

Leituras

ANTÍFONA DE ENTRADA Salmo 67, 6-7.36
Deus vive na sua morada santa,
Ele prepara uma casa para o pobre.
É a força e o vigor do seu povo.

ORAÇÃO COLECTA
Deus, protector dos que em Vós esperam,
sem Vós nada tem valor, nada é santo.
Multiplicai sobre nós a vossa misericórdia,
para que, conduzidos por Vós,
usemos de tal modo os bens temporais
que possamos aderir desde já aos bens eternos.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

LEITURA I Gen 18, 20-32
«Se o meu Senhor não levar a mal, falarei»

Abraão era um homem profundamente solidário com aqueles que viviam a seu lado. Não se valeu da sua condição de justo para desprezar os que não o eram. Procurou antes obter de Deus o perdão para aqueles que mereciam per castigados. Alguém, por isso, lhe chamou “cristão antes de Cristo”. Mas maior do que a fé de Abraão é a santidade e a misericórdia de Deus, que, não suportando o pecado dos homens, está sempre pronto a ouvi-los e a perdoar-lhes, sempre que estes saibam voltar-se para Ele.

Leitura do Livro do Génesis
Naqueles dias, disse o Senhor: «O clamor contra Sodoma e Gomorra é tão forte, o seu pecado é tão grave que Eu vou descer para verificar se o clamor que chegou até Mim corresponde inteiramente às suas obras. Se sim ou não, hei-de sabê-lo». Os homens que tinham vindo à residência de Abraão dirigiram-se então para Sodoma, enquanto o Senhor continuava junto de Abraão. Este aproximou-se e disse: «Irás destruir o justo com o pecador? Talvez haja cinquenta justos na cidade. Matá-los-ás a todos? Não perdoarás a essa cidade, por causa dos cinquenta justos que nela residem? Longe de Ti fazer tal coisa: dar a morte ao justo e ao pecador, de modo que o justo e o pecador tenham a mesma sorte! Longe de Ti! O juiz de toda a terra não fará justiça?». O Senhor respondeu-lhe: «Se encontrar em Sodoma cinquenta justos, perdoarei a toda a cidade por causa deles». Abraão insistiu: «Atrevo-me a falar ao meu Senhor, eu que não passo de pó e cinza: talvez para cinquenta justos faltem cinco. Por causa de cinco, destruirás toda a cidade?». O Senhor respondeu: «Não a destruirei se lá encontrar quarenta e cinco justos». Abraão insistiu mais uma vez: «Talvez não se encontrem nela mais de quarenta». O Senhor respondeu: «Não a destruirei em atenção a esses quarenta». Abraão disse ainda: «Se o meu Senhor não levar a mal, falarei mais uma vez: talvez haja lá trinta justos». O Senhor respondeu: «Não farei a destruição, se lá encontrar esses trinta». Abraão insistiu novamente: «Atrevo-me ainda a falar ao meu Senhor: talvez não se encontrem lá mais de vinte justos». O Senhor respondeu: «Não destruirei a cidade em atenção a esses vinte». Abraão prosseguiu: «Se o meu Senhor não levar a mal, falarei ainda esta vez: talvez lá não se encontrem senão dez». O Senhor respondeu: «Em atenção a esses dez, não destruirei a cidade».
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 137 (138), 1-3.6-8 (R. 3a)
Refrão: Quando Vos invoco,
sempre me atendeis, Senhor. Repete-se

De todo o coração, Senhor, eu Vos dou graças,
porque ouvistes as palavras da minha boca.
Na presença dos Anjos hei-de cantar-Vos
e adorar-Vos, voltado para o vosso templo santo. Refrão

Hei-de louvar o vosso nome
pela vossa bondade e fidelidade,
porque exaltastes acima de tudo o vosso nome
e a vossa promessa.
Quando Vos invoquei, me respondestes,
aumentastes a fortaleza da minha alma. Refrão

O Senhor é excelso e olha para o humilde,
ao soberbo conhece-o de longe.
No meio da tribulação Vós me conservais a vida,
Vós me ajudais contra os meus inimigos. Refrão

A vossa mão direita me salvará,
o Senhor completará o que em meu auxílio começou.
Senhor, a vossa bondade é eterna,
não abandoneis a obra das vossas mãos. Refrão

LEITURA II Col 2, 12-14
«Deus fez que, unidos a Cristo, voltásseis à vida
e perdoou todas as faltas»

No baptismo, os cristãos são associados à morte e à ressurreição de Cristo; por isso, nenhum poder do mal triunfará deles, se guardarem sempre a sua condição de baptizados e, como tais, chamados à santidade. Foi para nos tornar participantes da santidade de Deus, que o Senhor Jesus Cristo Se entregou à morte sobre a cruz e nos libertou da morte eterna.

Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Colossenses
Irmãos: Sepultados com Cristo no baptismo, também com Ele fostes ressuscitados pela fé que tivestes no poder de Deus que O ressuscitou dos mortos. Quando estáveis mortos nos vossos pecados e na incircuncisão da vossa carne, Deus fez que voltásseis à vida com Cristo e perdoou-nos todas as nossas faltas. Anulou o documento da nossa dívida, com as suas disposições contra nós; suprimiu-o, cravando-o na cruz.
Palavra do Senhor.

ALELUIA Rom 8, 15bc
Refrão: Aleluia. Repete-se
Recebestes o espírito de adopção filial;
nele clamamos: «Abá, ó Pai». Refrão

EVANGELHO Lc 11, 1-13
«Pedi e dar-se-vos-á»

Jesus dá vários ensinamentos aos discípulos sobre a oração: ensina-lhes o “Pai-Nosso”, que é o modelo de toda a oração; convida-os a implorar de Deus, com persistência, o auxílio para as suas necessidades; exorta-os a dirigirem-se ao Pai com toda a confiança.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo, estava Jesus em oração em certo lugar. Ao terminar, disse-Lhe um dos discípulos: «Senhor, ensina-nos a orar, como João Baptista ensinou também os seus discípulos». Disse-lhes Jesus: «Quando orardes, dizei: ‘Pai, santificado seja o vosso nome; venha o vosso reino; dai-nos em cada dia o pão da nossa subsistência; perdoai-nos os nossos pecados, porque também nós perdoamos a todo aquele que nos ofende; e não nos deixeis cair em tentação’». Disse-lhes ainda: «Se algum de vós tiver um amigo, poderá ter de ir a sua casa à meia-noite, para lhe dizer: ‘Amigo, empresta-me três pães, porque chegou de viagem um dos meus amigos e não tenho nada para lhe dar’. Ele poderá responder lá de dentro: ‘Não me incomodes; a porta está fechada, eu e os meus filhos estamos deitados e não posso levantar-me para te dar os pães’. Eu vos digo: Se ele não se levantar por ser amigo, ao menos, por causa da sua insistência, levantar-se-á para lhe dar tudo aquilo de que precisa. Também vos digo: Pedi e dar-se-vos-á; procurai e encontrareis; batei à porta e abrir-se-vos-á. Porque quem pede recebe; quem procura encontra e a quem bate à porta, abrir-se-á. Se um de vós for pai e um filho lhe pedir peixe, em vez de peixe dar-lhe-á uma serpente? E se lhe pedir um ovo, dar-lhe-á um escorpião? Se vós, que sois maus, sabeis dar coisas boas aos vossos filhos, quanto mais o Pai do Céu dará o Espírito Santo àqueles que Lho pedem!».
Palavra da salvação.

ORAÇÃO DOS FIÉIS

Irmãs e irmãos:
Supliquemos a Deus Pai todo-poderoso
que inspire a nossa oração,
para Lhe pedirmos o que convém,
e digamos (ou: e cantemos), com humildade:

R. Abençoai, Senhor, o vosso povo.
Ou: Ouvi, Senhor, a nossa oração.
Ou: Pela vossa misericórdia, ouvi-nos, Senhor.

1. Pelo Santo Padre, o Papa N.,
pelos bispos e ministros sagrados
e por todo o povo redimido por Cristo,
oremos.

2. Pelos que tomam a defesa dos mais fracos,
pelos que crêem na misericórdia de Deus,
pelos justos e por todos os pecadores,
oremos.

3. Pelas mulheres a quem roubaram a dignidade,
por todos os homens a quem negam os seus direitos
e pelos que sofrem pelo nome de Jesus,
oremos.

4. Pelos que batem à porta dos amigos,
pelos que põem a esperança só em Deus
e por aqueles que não encontram quem os ajude,
oremos.

5. Por todos nós aqui presentes em assembleia,
pelos baptizados da nossa Diocese
e pelos defuntos da nossa comunidade (paroquial),
oremos.

Suba até Vós, Senhor,
a oração universal dos vossos filhos
pelas necessidades de todos os homens,
e desça sobre nós a vossa bênção
e a graça da eterna salvação.
Por Cristo Senhor nosso.
ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Aceitai, Senhor,
os dons que recebemos da vossa generosidade
e trazemos ao vosso altar,
e fazei que estes sagrados mistérios, por obra da vossa graça,
nos santifiquem na vida presente
e nos conduzam às alegrias eternas.
Por Nosso Senhor.

ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 102, 2
Bendiz, ó minha alma, o Senhor
e não esqueças os seus benefícios.

Ou Mt 5, 7-8
Bem-aventurados os misericordiosos,
porque alcançarão misericórdia.
Bem-aventurados os puros de coração,
porque verão a Deus.

ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Senhor, que nos destes a graça de participar neste divino sacramento, memorial perene da paixão do vosso Filho,
fazei que este dom do seu amor infinito
sirva para a nossa salvação. Por Nosso Senhor.