Entrada

A paz a paz vos deixoF. Silva
Caminhamos para o vosso altarM. Luís
Cristo venceA. Kunc
Dai a paz SenhorM. Faria
Deus vive na Sua morada santaF. Santos
Escutai Senhor a preceA. Cartageno
Feliz o Povo de quem o Senhor é DeusA. Cartageno
Jesus Cristo ontem e hojeA. Cartageno
Nós somos o Povo do SenhorJ. P. Martins
Peregrino aonde vaisC. Gabarain
Povo que vais ao encontroJ. P. Martins
Recordamos ó DeusCarlos Silva
Se me envolve a noite escura / Nada temoM. Luís
Senhor trazei-nos a pazAzevedo de Oliveira
Toda a terra cante ditosaL. Deiss
Tudo quanto nos fizestesCarlos Silva
Vamos confiantesCarlos Silva

Salmo Responsorial

Vou partirM. Luís
Vou partirB. Terreiro

Apresentação dos Dons

A paz a paz vos deixoF. Silva
Como é admirável Senhor a Vossa bondadeF. Santos
Escutai Senhor a preceA. Cartageno
Feliz o Povo de quem o Senhor é DeusA. Cartageno
O amor de Deus repousa em mimM. Luís
Onde há caridade verdadeiraCarlos Silva
Pedi e recebereisAzevedo de Oliveira
Se me envolve a noite escura / Nada temoM. Luís
Senhor trazei-nos a pazAzevedo de Oliveira
Toda a terra cante ditosaL. Deiss
Vamos confiantesCarlos Silva

Comunhão

A paz a paz vos deixoF. Silva
Bebei se tendes sedeCarlos Silva
Caminhamos para o vosso altarM. Luís
Como é admirável Senhor a Vossa bondadeF. Santos
Eis o pão da vidaR. Galvão
Felizes os convidadosM. Luís
Jesus Cristo ontem e hojeA. Cartageno
O amor de Deus repousa em mimM. Luís
O cálice da bênçãoF. Silva
O pão que comemosF. Santos
O pão que o teu amor nos dáCarlos Silva
O Senhor alimentaF. Silva
Pedi e recebereisAzevedo de Oliveira
Preparais a mesa para mimCarlos Silva
Tarde Vos ameiF. Santos
Vós Senhor sois o nosso PaiCarlos Silva

Pós-Comunhão

A paz a paz vos deixoF. Silva
Cantarei eternamenteM. Luís
Como é admirável Senhor a Vossa bondadeF. Santos
Cristo venceA. Kunc
Eu canto para sempreM. Luís
Eu louvarei eu louvareiRenovamento Carismático
O amor de Deus repousa em mimM. Luís
O cálice da bênçãoF. Silva
O Senhor alimentaF. Silva
Onde há caridade verdadeiraCarlos Silva
Pedi e recebereisAzevedo de Oliveira
Se me envolve a noite escura / Nada temoM. Luís
Tarde Vos ameiF. Santos
Toda a terra cante ditosaL. Deiss
Vós Senhor sois o nosso PaiCarlos Silva
Vou partirM. Luís
Vou partirB. Terreiro

Final

A paz a paz vos deixoF. Silva
Cristo venceA. Kunc
Eu louvarei eu louvareiRenovamento Carismático
Jesus Cristo ontem e hojeA. Cartageno
O amor de Deus repousa em mimM. Luís
Peregrino aonde vaisC. Gabarain
Toda a terra cante ditosaL. Deiss

Leituras

ANTÍFONA DE ENTRADA cf. Sir 36, 18
Dai a paz, Senhor, aos que em Vós esperam
e confirmai a verdade dos vossos profetas.
Escutai a prece dos vossos servos e abençoai o vosso povo.

ORAÇÃO COLECTA
Deus, Criador e Senhor de todas as coisas,
lançai sobre nós o vosso olhar;
e para sentirmos em nós os efeitos do vosso amor,
dai-nos a graça de Vos servirmos com todo o coração.
Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho,
que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

LEITURA I Ex 32, 7-11.13-14
«O Senhor desistiu do mal com que tinha ameaçado o seu povo»

Deus revela-Se através de toda a história da salvação como ‘amigo dos homens’, Aquele que, depois da encarnação do seu Filho, S. João há-de dizer que é Amor. Momentos há, no entanto, em que a Sagrada Escritura atribui a Deus sentimentos de indignação e de ira, para indicar a sua detestação profunda do pecado, como nesta leitura, porque o pecado e a aliança são incompatíveis. Mas, uma vez que o pecador se volte para Ele, logo Se mostra pronto a perdoar-lhe e a acolhê-lo de novo na sua aliança.

Leitura do Livro do Êxodo
Naqueles dias, o Senhor falou a Moisés, dizendo: «Desce depressa, porque o teu povo, que tiraste da terra do Egipto, corrompeu-se. Não tardaram em desviar-se do caminho que lhes tracei. Fizeram um bezerro de metal fundido, prostraram-se diante dele, ofereceram-lhe sacrifícios e disseram: ‘Este é o teu Deus, Israel, que te fez sair da terra do Egipto’». O Senhor disse ainda a Moisés: «Tenho observado este povo: é um povo de dura cerviz. Agora deixa que a minha indignação se inflame contra eles e os destrua. De ti farei uma grande nação». Então Moisés procurou aplacar o Senhor seu Deus, dizendo: «Por que razão, Senhor, se há-de inflamar a vossa indignação contra o vosso povo, que libertastes da terra do Egipto com tão grande força e mão tão poderosa? Lembrai-Vos dos vossos servos Abraão, Isaac e Israel, a quem jurastes pelo vosso nome, dizendo: ‘Farei a vossa descendência tão numerosa como as estrelas do céu e dar-lhe-ei para sempre em herança toda a terra que vos prometi’». Então o Senhor desistiu do mal com que tinha ameaçado o seu povo.
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 50 (51), 3-4.12-13.17.19 (R. Lc 15, 18)

Refrão: Vou partir e vou ter com meu pai. Repete-se

Compadecei-Vos de mim, ó Deus,
pela vossa bondade,
pela vossa grande misericórdia,
apagai os meus pecados.
Lavai-me de toda a iniquidade
e purificai-me de todas as faltas. Refrão

Criai em mim, ó Deus, um coração puro
e fazei nascer dentro de mim um espírito firme.
Não queirais repelir-me da vossa presença
e não retireis de mim o vosso espírito de santidade. Refrão

Abri, Senhor, os meus lábios
e a minha boca anunciará o vosso louvor.
Sacrifício agradável a Deus
é um espírito arrependido:
não desprezeis, Senhor,
um espírito humilhado e contrito. Refrão

LEITURA II 1 Tim 1, 12-17
«Cristo veio salvar os pecadores»

Começamos a ler hoje a primeira epístola de S. Paulo ao seu discípulo Timóteo. Por coincidência, a passagem que hoje se lê encerra uma palavra de acção de graças a Deus pela sua misericórdia revelada na conversão de Paulo. Assim, esta leitura nos fará compreender melhor a mensagem das outras duas.

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo a Timóteo
Caríssimo: Dou graças Àquele que me deu força, Jesus Cristo, Nosso Senhor, que me julgou digno de confiança e me chamou ao seu serviço, a mim que tinha sido blasfemo, perseguidor e violento. Mas alcancei misericórdia, porque agi por ignorância, quando ainda era descrente. A graça de Nosso Senhor superabundou em mim, com a fé e a caridade que temos em Cristo Jesus. É digna de fé esta palavra e merecedora de toda a aceitação: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores e eu sou o primeiro deles. Mas alcancei misericórdia, para que, em mim primeiramente, Jesus Cristo manifestasse toda a sua magnanimidade, como exemplo para os que hão-de acreditar n’Ele, para a vida eterna. Ao Rei dos séculos, Deus imortal, invisível e único, honra e glória pelos séculos dos séculos. Amen.
Palavra do Senhor.

ALELUIA 2 Cor 5, 19
Refrão: Aleluia. Repete-se
Em Cristo, Deus reconcilia o mundo consigo
e confiou-nos a palavra da reconciliação. Refrão

EVANGELHO – Forma longa Lc 15, 1-32
«Haverá alegria entre os Anjos de Deus
por um só pecador que se arrependa»

O amor de Deus não é uma palavra vaga sem sentido. Com três parábolas, qual delas a mais impressionante, o Senhor Se esforça por nos fazer sentir esse amor de misericórdia, que não cessa de nos convidar ao arrependimento, para nos perdoar e nos unir a Si.

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo, os publicanos e os pecadores aproximavam-se todos de Jesus, para O ouvirem. Mas os fariseus e os escribas murmuravam entre si, dizendo: «Este homem acolhe os pecadores e come com eles». Jesus disse-lhes então a seguinte parábola: «Quem de vós, que possua cem ovelhas e tenha perdido uma delas, não deixa as outras noventa e nove no deserto, para ir à procura da que anda perdida, até a encontrar? Quando a encontra, põe-na alegremente aos ombros e, ao chegar a casa, chama os amigos e vizinhos e diz-lhes: ‘Alegrai-vos comigo, porque encontrei a minha ovelha perdida’. Eu vos digo: Assim haverá mais alegria no Céu por um só pecador que se arrependa, do que por noventa e nove justos, que não precisam de arrependimento. Ou então, qual é a mulher que, possuindo dez dracmas e tendo perdido uma, não acende uma lâmpada, varre a casa e procura cuidadosamente a moeda até a encontrar? Quando a encontra, chama as amigas e vizinhas e diz-lhes: ‘Alegrai-vos comigo, porque encontrei a dracma perdida’. Eu vos digo: Assim haverá alegria entre os Anjos de Deus por um só pecador que se arrependa». Jesus disse-lhes ainda: «Um homem tinha dois filhos. O mais novo disse ao pai: ‘Pai, dá-me a parte da herança que me toca’. O pai repartiu os bens pelos filhos. Alguns dias depois, o filho mais novo, juntando todos os seus haveres, partiu para um país distante e por lá esbanjou quanto possuía, numa vida dissoluta. Tendo gasto tudo, houve uma grande fome naquela região e ele começou a passar privações. Entrou então ao serviço de um dos habitantes daquela terra, que o mandou para os seus campos guardar porcos. Bem desejava ele matar a fome com as alfarrobas que os porcos comiam, mas ninguém lhas dava. Então, caindo em si, disse: ‘Quantos trabalhadores de meu pai têm pão em abundância, e eu aqui a morrer de fome! Vou-me embora, vou ter com meu pai e dizer-lhe: Pai, pequei contra o Céu e contra ti. Já não mereço ser chamado teu filho, mas trata-me como um dos teus trabalhadores’. Pôs-se a caminho e foi ter com o pai. Ainda ele estava longe, quando o pai o viu: enchendo-se de compaixão, correu a lançar-se-lhe ao pescoço, cobrindo-o de beijos. Disse-lhe o filho: ‘Pai, pequei contra o Céu e contra ti. Já não mereço ser chamado teu filho’. Mas o pai disse aos servos: ‘Trazei depressa a melhor túnica e vesti-lha. Ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés. Trazei o vitelo gordo e matai-o. Comamos e festejemos, porque este meu filho estava morto e voltou à vida, estava perdido e foi reencontrado’. E começou a festa. Ora o filho mais velho estava no campo. Quando regressou, ao aproximar-se da casa, ouviu a música e as danças. Chamou um dos servos e perguntou-lhe o que era aquilo. O servo respondeu-lhe: ‘O teu irmão voltou e teu pai mandou matar o vitelo gordo, porque ele chegou são e salvo’. Ele ficou ressentido e não queria entrar. Então o pai veio cá fora instar com ele. Mas ele respondeu ao pai: ‘Há tantos anos que eu te sirvo, sem nunca transgredir uma ordem tua, e nunca me deste um cabrito para fazer uma festa com os meus amigos. E agora, quando chegou esse teu filho, que consumiu os teus bens com mulheres de má vida, mataste-lhe o vitelo gordo’. Disse-lhe o pai: ‘Filho, tu estás sempre comigo e tudo o que é meu é teu. Mas tínhamos de fazer uma festa e alegrar-nos, porque este teu irmão estava morto e voltou à vida, estava perdido e foi reencontrado’».
Palavra da salvação.

EVANGELHO – Forma breve Lc 15, 1-10
«Haverá alegria entre os Anjos de Deus
por um só pecador que se arrependa»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo, os publicanos e os pecadores aproximavam-se todos de Jesus, para O ouvirem. Mas os fariseus e os escribas murmuravam entre si, dizendo: «Este homem acolhe os pecadores e come com eles». Jesus disse-lhes então a seguinte parábola: «Quem de vós, que possua cem ovelhas e tenha perdido uma delas, não deixa as outras noventa e nove no deserto, para ir à procura da que anda perdida, até a encontrar? Quando a encontra, põe-na alegremente aos ombros e, ao chegar a casa, chama os amigos e vizinhos e diz-lhes: ‘Alegrai-vos comigo, porque encontrei a minha ovelha perdida’. Eu vos digo: Assim haverá mais alegria no Céu por um só pecador que se arrependa, do que por noventa e nove justos, que não precisam de arrependimento. Ou então, qual é a mulher que, possuindo dez dracmas e tendo perdido uma, não acende uma lâmpada, varre a casa e procura cuidadosamente a moeda até a encontrar? Quando a encontra, chama as amigas e vizinhas e diz-lhes: ‘Alegrai-vos comigo, porque encontrei a dracma perdida’. Eu vos digo: Assim haverá alegria entre os Anjos de Deus por um só pecador que se arrependa».
Palavra da salvação.

ORAÇÃO DOS FIÉIS

Caríssimos fiéis:
Como Moisés, intercedendo pelo povo de Deus,
como Paulo, dando graças por ter alcançado misericórdia,
e como Jesus, à procura da ovelha perdida,
oremos (ou: cantemos), dizendo:

R. Ouvi-nos, Senhor.
Ou: Ouvi, Senhor, a nossa oração.
Ou: Senhor, venha a nós o vosso reino.

1. Pelos baptizados da nossa Diocese e suas paróquias,
para que não fabriquem para si falsos ídolos,
nem se desviem dos caminhos de Deus,
oremos.

2. Pelos responsáveis dos países com maiores dificuldades,
para que não percam a coragem de lutar
nem desanimem no esforço de as vencer,
oremos.

3. Pelos excluídos de todas as sociedades,
para que encontrem quem os queira reintegrar
e quem os julgue dignos de confiança,
oremos.

4. Por todos os filhos pródigos que abandonaram os seus lares,
para que seus pais não percam a esperança
de os ver regressar a casa sãos e salvos,
oremos.

5. Por aqueles que invocando as suas razões,
deixaram vago o seu lugar nesta assembleia,
para que aprendam de novo a louvar e a dar graças,
oremos.

Senhor Jesus Cristo,
que nos procurais e nos chamais,
nos acolheis e convidais para a vossa mesa,
ensinai-nos a reconhecer todos os dias
que o vosso amor supera o nosso pecado.
Vós que viveis e reinais por todos os séculos dos séculos.
ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS
Ouvi, Senhor, com bondade as nossas súplicas
e recebei estas ofertas dos vossos fiéis,
para que os dons oferecidos por cada um de nós
para glória do vosso nome
sirvam para a salvação de todos.
Por Nosso Senhor.

ANTÍFONA DA COMUNHÃO Salmo 35, 8
Como é admirável, Senhor, a vossa bondade!
À sombra das vossas asas se refugiam os homens.

Ou cf. 1 Cor 10, 16
O cálice de bênção é comunhão no Sangue de Cristo;
e o pão que partimos é comunhão no Corpo do Senhor.

ORAÇÃO DEPOIS DA COMUNHÃO
Senhor nosso Deus,
concedei que este sacramento celeste
nos santifique totalmente a alma e o corpo,
para que não sejamos conduzidos pelos nossos sentimentos
mas pela virtude vivificante do vosso Espírito.
Por Nosso Senhor.